//A MAPFRE pagará 0,145 euros por ação com base nos resultados de 2017, 63,7% do seu lucro

A MAPFRE pagará 0,145 euros por ação com base nos resultados de 2017, 63,7% do seu lucro

A MAPFRE pagará 0,145 euros por ação com base nos resultados de 2017, 63,7% do seu lucro
5 ( 3 votos )

  • A Assembleia de Acionistas aprovou as demonstrações do exercício de 2017, ano em que o Grupo obteve um lucro líquido de 701 milhões de euros.
  • A empresa destina 447 milhões de euros a dividendos.
  • Destaca-se o avançado nível de cumprimento dos objetivos estratégicos.
  • Compromisso com a igualdade: as mulheres já representam 39% dos cargos de responsabilidade na empresa e 27% dos membros do Conselho de Administração. 
  • Lança o MAPFRE Open Innovation, novo modelo de inovação, com uma aceleradora de start-ups e um veículo de investimento, entre outras iniciativas.
  • A empresa lança o programa Te Cuidamos Accionista, para disponibilizar aos acionistas os mesmos serviços de valor agregado oferecidos aos clientes.

A Assembleia de Acionistas da MAPFRE, realizada hoje em Madri, aprovou as demonstrações da empresa correspondentes ao ano de 2017, exercício em que o Grupo obteve um lucro líquido de 701 milhões de euros. Nesse sentido, foi aprovado o dividendo com base nos resultados do ano de 2017, que será de 0,145 euros por ação, com uma rentabilidade de 4,9% ao preço médio da ação em 2017. Dessa forma, a MAPFRE pagará 447 milhões de euros aos seus acionistas, com base nos resultados do exercício de 2017, dedicando 63,7% do seu lucro a dividendos, cumprindo também o compromisso de destinar a payout entre 50 e 65%. Além disso, Antonio Huertas, Catalina Miñarro e Pilar Perales foram reeleitos como conselheiros.

Cumprimento dos objetivos estratégicos

No decorrer da assembleia, Antonio Huertas, presidente da MAPFRE, analisou o plano estratégico 2016-2018, classificando sua execução como “positiva”, e o nível de cumprimento dos compromissos adotados, destacando algumas das iniciativas desenvolvidas. Por exemplo, em termos de transformação digital, foram executados mais de 200 projetos que contribuíram para digitalizar a relação com a empresa.

Por outro lado, indicou que a MAPFRE continuará trabalhando para obter o melhor ROE possível durante o ano de 2018, e mantém o objetivo de oferecer um pay-out de entre 50 e 65%.

Durante a assembleia, foi também anunciado que os acionistas da empresa poderão acessar os mesmos serviços de valor agregado oferecidos aos clientes, por meio do programa Te Cuidamos Accionista, reforçando assim o compromisso da MAPFRE com esse grupo.

Antonio Huertas reiterou também que continua vigente o objetivo de continuar superando o mercado na maior parte dos países onde o Grupo opera. Nesse sentido, recordou que nos últimos doze meses, o Grupo vem acumulando um aumento de participação no mercado na metade dos países nos quais está presente (em relação a um objetivo do triênio de crescer em 75% dos países).

Além disso, no que se refere à qualidade percebida, a empresa já analisou a avaliação dos clientes em 79% dos negócios do Grupo (em relação aos 80% previstos no triênio) e supera a média de avaliação do mercado em 65% dos casos.

Nos dois últimos anos, a MAPFRE economizou 114 milhões de euros como consequência do seu plano de redução de despesas, cujo índice ficou em 27,5% no encerramento de 2017 (em relação a um objetivo médio do triênio de 28%).

Por outro lado, na MAPFRE, que foi reconhecida como Best Workplace em 9 países, 39% dos cargos de responsabilidade são ocupados por mulheres (em relação ao objetivo de 40% para o triênio). Quanto ao objetivo do triênio de contar com 2% de pessoas com deficiência no quadro de funcionários, o presidente anunciou que o Grupo já o superou, tendo alcançado 2,1%.

MAPFRE Open Innovation

Na análise estratégica realizada pela MAPFRE, também foi apresentado o novo modelo de inovação com o qual a empresa torna-se mais forte diante da entrada de novos modelos de negócio no mercado, aumenta sua eficiência e acelera a mudança cultural na organização. Entre outros elementos, o modelo incluirá uma aceleradora de startups e um veículo de investimento.

Estes instrumentos servirão para buscar soluções disruptivas para as necessidades que venham a surgir no mercado segurador, principalmente relacionadas com o automóvel, o lar e a saúde. Este novo projeto será implementado por meio de um conjunto de plataformas de inovação e transformação (MAPFRE Open Innovation), que integrará o modelo atual de inovação estratégica, juntamente com a inovação disruptiva. Será administrado por um comitê de Transformação e Inovação, que dependerá diretamente do comitê executivo, e que será presidido pelo presidente da MAPFRE.

“Com este modelo, nosso objetivo é continuar inovando em todos os aspectos que ajudem a empresa a ser mais ágil, mais avançada e mais eficiente, sem perder o foco nos dois principais motores de sua atividade: o cliente e a rentabilidade do negócio”, anunciou Antonio Huertas, presidente da MAPFRE, durante a assembleia geral de acionistas.

Mais informaçoes:

As receitas da MAPFRE chegaram a 27,984 bilhões de euros, 3,3% a mais, e o lucro ultrapassou 700 milhões

2018-03-09T12:46:03+00:009 Março 2018|Categorias: Notícias Corporativos|0 Comentarios