• A seguradora dá mais um passo em sua estratégia de descarbonização e se posiciona como ator relevante no combate à mudança climática. 
  • Sua adesão a NZAOA envolve o estabelecimento de objetivos concretos de redução de emissões para 2023 e informar sobre o progresso alcançado. 
  • As Nações Unidas impulsionam esta aliança que atualmente abrange 83 investidores institucionais e que representam 11 trilhões de dólares em ativos sob gestão.

A MAPFRE aderiu à Aliança de Proprietários de Ativos Líquidos Zero (Net Zero Asset Owner Alliance), cujo objetivo é realizar a transição de suas carteiras de investimento para emissões líquidas de Gases do Efeito Estufa (GEE) e ser uma empresa Net Zero (NZ) até 2050.

Ao aderir a esta iniciativa, a MAPFRE se compromete a definir objetivos individuais que devem ser realizados sobre as emissões de sua carteira de investimento e a informar periodicamente sobre os progressos alcançados. Entre os desafios estabelecidos pela Aliança, destacam-se objetivos específicos para clientes com altas emissões e outros denominados “de transição financeira”, cuja finalidade é promover o investimento em soluções climáticas que acrescentem à transição energética.

“É outro passo em direção ao nosso compromisso pela aceleração da transição energética e avançar no combate à mudança climática”, disse Antonio Huertas, presidente da MAPFRE, quem reiterou o objetivo ambiental da empresa de contribuir para a descarbonização do planeta. Huertas também salientou o interesse da MAPFRE em “continuar elevando a exigência de sustentabilidade de maneira firme e progressiva, com objetivos específicos que contribuam para a redução das emissões de gases do efeito estufa da carteira de seguros e resseguro da multinacional e que permitam “acompanhar a sociedade em uma transição justa”, isto é, “ajudar e acompanhar às empresas para que elas se transformem e continuem criando riqueza de maneira cada vez mais respeitosa do meio ambiente”. 

Transição energética

Ao aderir a esta nova aliança, a MAPFRE reforça seu compromisso com a descarbonização. Em abril de 2022, a empresa anunciou sua adesão à Aliança Seguradora para Emissões Líquidas Zero (NZIA) com o objetivo de alcançar a neutralidade nas emissões do efeito estufa até 2050 em suas carteiras de seguros e resseguro, e em 2022 desenvolveu uma ferramenta própria com a qual a gerente de ativos do Grupo analisa e avalia os riscos associados à mudança climática em seus investimentos e que possibilitou contribuir para a redução em mais de um milhão de toneladas as emissões de CO2 associadas a seus investimentos.

A adesão do grupo segurador a Net Zero Asset Owner Alliance se encontra dentro de seu Plano de Sustentabilidade 2022-2024, que visa avançar em objetivos estratégicos como qualificar com critérios ESG 90% de sua carteira de investimento global até 2024, bem como neutralizar a pegada de carbono da empresa até 2030 e não investir nem segurar empresas de carvão, gás e petróleo que não tenham um plano de transição energética. Todos estes objetivos refletem a ambição da entidade de se tornar parte ativa na necessária e urgente transformação para uma economia baixa em carbono.

A aliança, criada em 2019 pela Iniciativa Financeira do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (UNEP FI), atualmente compreende um total de 83 investidores institucionais que representam 11 trilhões de dólares em ativos sob gestão.

Para mais informações: www.mapfre.com/pt-br/sustentabilidade/