 Os prêmios atingem 6,675 bilhões de euros, um aumento de 9,2%.

 As receitas cresceram 8,1%, chegando a 7,855 bilhões de euros.

 Forte crescimento na Espanha do negócio (+10,9%) e dos lucros (+27,8%).

 Aumento significativo no Brasil dos prêmios (+34,2%) e dos lucros (+4,8%), tendo melhorado a taxa combinada.

 O negócio nos Estados Unidos cresceu 6,3%, e os lucros, 4%.

 Excelente evolução da MAPFRE RE, que aumentou seus prêmios em 6,7%.

 O índice de Solvência II está em 210%, demonstrando a solidez financeira da companhia.

 Os investimentos da MAPFRE ultrapassam 50 bilhões pela primeira vez na história.

 Os acionistas receberão o dividendo complementário de 0,085 euros por ação no dia 20 de junho.

O lucro líquido da MAPFRE nos três primeiros meses do exercício 2017, chegou a 206 milhões de euros, representando um aumento de 7,5% em relação ao primeiro trimestre do ano anterior. A Espanha, o Brasil e os Estados Unidos, juntamente com a MAPFRE RE, continuam impulsionando o crescimento.

Os prêmios do Grupo situaram-se em mais de 6,675 bilhões de euros, 9,2% a mais do que nos três primeiros meses do ano anterior, destacando o excelente comportamento do negócio de Vida na Área Territorial Ibéria e a evolução dos seguros gerais e de vida no Brasil. Adicionalmente o negócio se favoreceu pelo impacto positivo de evolução das moedas, principalmente o real brasileiro e o dólar norte-americano. As receitas do Grupo, por sua vez, cresceram 8,1%, chegando a 7,855 bilhões de euros, reafirmando a tendência de crescimento dos últimos anos.

O patrimônio líquido no encerramento do primeiro trimestre de 2017 ficou em 11,221 bilhões de euros, 7,2% a mais do que na mesma data em 2016; por sua vez, os fundos próprios aumentaram 6,6%, chegando a 9,053 bilhões de euros; os ativos totais aumentaram 6,6%, ficando em 69,732 bilhões de euros no encerramento de março.

Os investimentos da MAPFRE, incluindo os imóveis de uso próprio, atingiram em 31 de março 50,637 bilhões de euros, 6,6% a mais, e pela primeira vez na história da empresa foi ultrapassado o valor de 50 bilhões de euros. No contexto atual, de baixas taxas de juros na Europa reduziram-se levemente os investimentos em renda fixa e aumentaram as posições em ativos de renda variável e, em menor medida, em ativos alternativos. 54,8% dos investimentos totais da MAPFRE correspondem a renda fixa de governos, enquanto 19,2% correspondem a renda fixa corporativa. Destaca-se, ainda, que no final do ano passado foi constituída a MAPFRE AM Luxemburgo, a SICAV de investimentos do Grupo.

A taxa de Solvência II no encerramento de dezembro ficou em 210%, com 94% do capital de máxima qualidade (TIER 1), o que demonstra a solidez econômica da companhia e situa a MAPFRE entre as companhias mais solventes dos grandes grupos seguradores europeus.

1.- Evolução do negócio:

1.- A: Unidade de Seguros

Durante os três primeiros meses deste ano, o volume de prêmios da Unidade de Seguros chegou a 5,626 bilhões de euros, o que supõe um aumento de 11,2% com respeito ao mesmo período do ano anterior.

→ Os prêmios da Área Regional Ibéria (Espanha e Portugal) aumentaram 10,8% entre janeiro e março, chegando a 2,387 bilhões de euros. O resultado atribuído desta área regional aumentou 26,9%, chegando a 128 milhões de euros.

Na Espanha, os prêmios cresceram 10,9%, atingindo 2,346 bilhões de euros, destacando-se a evolução do negócio de Automóveis, com um volume de prêmios de 518 milhões, 0,3% a mais, e uma taxa combinada excepcional, de 92% (melhora de 2,7 pontos). A implementação da nova escala de Automóveis em 2016 fechou com um aumento do custo de sinistro em linha com os ajustes das tarifas realizadas para o exercício anterior. Durante este primeiro trimestre de 2017 não foram produzidos desvios relevantes nos custos por este conceito

É destacável, ainda, que o ramo de Saúde continua crescendo mais do que mercado e os prêmios deste negócio no primeiro trimestre aumentaram 5,2%, chegando a 526 milhões de euros.

Os prêmios da MAPFRE VIDA chegaram a 676 milhões de euros, o que supõe um aumento de 42,5% em relação ao primeiro trimestre de 2016, graças ao lançamento de produtos e campanhas comerciais para a captação de poupança de pessoas físicas. Ocorreu também a incorporação dos prêmios do negócio do Bankinter de Portugal. O patrimônio dos fundos de investimento teve um aumento de 37,3% (921 milhões de euros), atingindo 3,391 bilhões de euros, enquanto o dos fundos de pensões aumentou 9,3% (408 milhões de euros), chegando a 4,816 bilhões de euros.

→ A Área Regional Brasil registrou uma melhoria nos prêmios de 34,2%, ultrapassando 1,203 bilhões de euros, impulsionada pela evolução favorável do real brasileiro, que se revalorizou 27,9% em relação ao euro. Destaca-se especialmente a evolução do negócio de seguros gerais, com um volume de prêmios de 485 milhões (53,7%), de Vida (365 milhões de euros, +28,7%) e de Automóveis (352 milhões de euros, +18,5%) e uma melhoria de 1,6 pontos da taxa combinada, situada em 98,5%. Os lucros atribuídos desta Área Regional aumentaram 4,8%, ultrapassando 26 milhões de euros.

→ Os prêmios da Área Regional Latam Sul atingiram 429 milhões de euros (-3,5%), consequência, entre outros fatores, da não renovação de contratos deficitários no Chile, do ambiente de desaceleração econômica e de forte competitividade no Peru e da saída do ramo de acidentes de riscos no trabalho na Colômbia. O resultado atribuído da Latam Sul no encerramento de março deste ano alcançou 16 milhões de euros, com um crescimento de 25,9% em relação ao mesmo período do ano anterior.

→ A Área Regional Latam Norte aumentou seu volume de prêmios em 6,8%, atingindo 367 milhões de euros, apoiada na favorável evolução do negócio nos países da América Central (especialmente Honduras, Costa Rica e Panamá). No México, no entanto os prêmios retrocederam 1,2%, para 202 milhões de euros, pela redução do negócio de Automóveis, resultado da aplicação de uma política de admissão mais estrita, ajustes de tarifas e não renovação de contratos deficitários.

→ Os prêmios da Área Regional América do Norte cresceram 6,2% entre janeiro e março deste ano, ultrapassando 654 milhões de euros. É importante destacar a evolução do negócio nos Estados Unidos, com um crescimento de 6,3%, chegando a 569 milhões de euros e um aumento dos lucros de 4%, ultrapassando os 12 milhões de euros, afetado positivamente neste trimestre tanto pelo crescimento da moeda local como pela apreciação do dólar (+4%). Em Massachusetts, os prêmios cresceram 10%, especialmente no ramo de Automóveis, enquanto fora de Massachusetts o negócio reduziu-se em 3,6% pelo cancelamento de negócio não rentável, em linha com o objetivo de melhorar a rentabilidade nestes estados. O lucro atribuído desta Área Regional atinge 16 milhões de euros, 4,3% a mais do que no primeiro trimestre de 2016.

→ Os prêmios da Área Regional EMEA chegaram a 569 milhões de euros (-4%). A Turquia contribuiu com 197 milhões de euros (-19,8% em euros, porcentagem que se reduz para 2% em moeda local), com a influência de uma política de admissão mais estrita no âmbito da estratégia de crescimento rentável. Por sua vez, na Alemanha, os prêmios aumentaram 5,9%, chegando a 142 milhões de euros. É importante mencionar, nesta Área Regional, a evolução da taxa combinada, que melhorou 2,3 pontos. Esta Área Regional contribui com 9 milhões de euros para o resultado atribuído, 57,7% a mais do que no primeiro trimestre de 2016.

→ A Área Regional APAC aumentou seus prêmios durante os três primeiros meses deste ano em 19,3%, ultrapassando os 18 milhões de euros, entre outras razões graças à renovação de uma apólice industrial nas Filipinas.

1.- B: Unidade de Resseguro

A Unidade de Resseguro obteve um aumento no volume de prêmios de 6,7%, chegando a 1,166 bilhão de euros. Destaca-se a melhoria de 1,6 da taxa combinada do negócio de resseguros, situada em 91,4%. O lucro atribuído da MAPFRE RE passou de 51 milhões de euros, 0,5% a mais.

1.- C: Unidade de Riscos Globais

A Unidade de Riscos Globais, por sua parte, aumentou nos prêmios 9,3% e chegaram a 319 milhões de euros, destacando o bom comportamento das Áreas Regionais Ibéria, Latam Norte e Brasil, onde foram registrados um crescimento de dois dígitos.

1.- D: Unidade de Assistência, Serviços e Riscos Especiais

Por último, as receitas da Unidade de Assistência, Serviços e Riscos Especiais ficaram em 304 milhões de euros (-2,4%), consequência principalmente da reestruturação do negócio.

2.- Dividendo:

O Conselho de Administração concordou em abonar o dividendo complementário com cargo aos resultados do exercício de 2016 de 0,085 euros brutos por ação no próximo dia 20 de junho. Desta maneira, a MAPFRE vai destinar o pago aos seus acionistas 447 milhões de euros, com cargo aos resultados ao exercício 2016, 11,5% a mais do que no ano anterior, e sobe o seu payout do 56,5% para o 57,6%.

 

PRINCIPAIS DADOS CONSOLIDADOS   
    
  Milhões de euros% Var.
Resultados3M 20163M 20173M 2017 / 3M 2016
PRÊMIOS EMITIDOS E ACEITOS EM TOTAL6.112,96.674,69,2%
Não Vida5.024,55.217,93,8%
Vida1.088,41.456,733,8%
RECEITAS TOTAIS7.263,27.854,98,1%
RESULTADO ANTES DOS IMPOSTOS E SÓCIOS EXTERNOS425,2448,45,5%
RESULTADO APÓS OS IMPOSTOS E SÓCIOS EXTERNOS191,7206,27,5%
LUCRO POR AÇÃO (euro)6,26,77,5%
   
 Milhões de euros% Var.
Balanço12M 201512M 201612M 2016 / 12M 2015
TOTAL DE ATIVOS65.408,169.731,66,6%
ECONOMIA ADMINISTRADA (1)55.471,760.521,29,1%
FUNDOS PRÓPRIOS8.491,79.052,66,6%
   
PRINCIPAIS DADOS – ÁREAS REGIONAIS   
 
Prêmios emitidos e aceitosMilhões de euros% Var.
 3M 20163M 20173M 2017 / 3M 2016
IBÉRIA2.280,32.500,59,7%
BRASIL937,31.254,933,9%
AMÉRICA DO NORTE757,8731,7-3,4%
AMÉRICA LATINA – SUL683,0729,66,8%
EMEA486,0472,0-2,9%
AMÉRICA LATINA – NORTE363,2387,56,7%
APAC35,735,90,6%
MAPFRE RE1.092,71.165,76,7%
   
Resultado antes dos impostos e sócios externosMilhões de euros% Var.
 3M 20163M 20173M 2017 / 3M 2016
IBÉRIA170,6197,816,0%
BRASIL166,3170,52,5%
AMÉRICA DO NORTE-11,7-3,272,9%
AMÉRICA LATINA – SUL23,225,610,5%
EMEA19,919,6-1,4%
AMÉRICA LATINA – NORTE26,912,9-52,1%
APAC-7,4-5,624,0%
MAPFRE RE68,470,22,6%
(1) Incluindo: provisões técnicas de Vida, fundos de investimentos e fundos de aposentadoria.
As Medidas Alternativas de Rendimento (MAR), utilizadas no relatório, que correspondem às medidas financeiras não definidas e não detalhadas no marco da informação financeira aplicável, sua definição e calculo pode-se consultar diretamente no link: https://www.mapfre.com/corporativo-es/accionistas-inversores/inversores/informacion-financiera/medidas-alternativas-rendimiento.jsp