Melhora a sua posição em relação ao final do ano 2020 e permanece dentro do intervalo pretendido

A MAPFRE comunicou à Direção Geral de Seguros e Fundos de Pensão uma atualização de sua posição de solvência em 30 de setembro de 2021. Seguindo as recomendações do supervisor espanhol, o cálculo trimestral do Capital de Solvência Obrigatório (SCR) derivado da crise COVID 19.

Os dados resultantes e suas comparações trimestrais são apresentados a seguir (dados em milhões de euros):

O índice de solvência II do Grupo MAPFRE era de 193,8% em setembro de 2021, contra 192,9% no final de dezembro de 2020, incluindo medidas temporárias. Essa relação seria de 181,0%, desconsiderados os efeitos dessas medidas. Os fundos próprios elegíveis ascenderam a 9,255 bilhões de euros no mesmo período, dos quais 87,0% são fundos de elevada qualidade (Nível 1).

O Índice mantém grande força e estabilidade, apoiado por alta diversificação e rigorosas políticas de investimento e gestão de ativos e passivos. Os movimentos no índice refletem, por um lado, as flutuações inerentes à gestão do negócio de seguros e, de outro, as variações associadas às diferentes carteiras de investimentos, ambas em consonância com o apetite ao risco do Grupo.

A posição de solvência permanece no limiar de tolerância estabelecido pela empresa (índice de solvência alvo de 200% com tolerância de 25 pontos percentuais).