Sobe duas posições ao ter menos exposição no negócio de seguro de vida, o mais impactado pela pandemia

O setor mostrou uma grande recuperação em 2021, com um crescimento do negócio de 12% na América Latina e de 9,1%, para os maiores grupos seguradores na Europa

O setor segurador mostrou um crescimento sólido durante 2021, tanto na América Latina como na Europa, apesar de que ainda não se recuperaram os níveis anteriores a 2019. O ramo mais afetado foi o de seguro de Vida, o que provocou oscilações no ranking, principalmente na primeira região. Tal é assim que, segundo se reúne no relatório “Ranking de grupos seguradores na América Latina em 2021”, elaborado pela MAPFRE Economics, a MAPFRE passa a liderar o mercado latino-americano pela primeira vez, com 8,319 bilhões de dólares e uma participação no mercado de 5,5%. “Cabe destacar que o excelente crescimento do grupo MAPFRE se deve, em parte, ao seu crescimento de 16,8% no México em 2021, devido ao fato de que durante o segundo trimestre do exercício foi registrada a renovação de uma importante apólice bienal por um montante de 563 milhões de dólares”, dizem os especialistas do Serviço de Estudos. “A evolução do negócio de seguro de Vida é o fator principal que justifica estas oscilações no ranking, com o qual, em 2022, exercício no qual continua a recuperação deste segmento, pode voltar a acontecer mudanças nas primeiras posições”, acrescentam.

Quanto à classificação geral, os 25 maiores grupos seguradores incluídos receberam 93,398 bilhões de dólares, sendo 8,638 bilhões de dólares a mais em prêmios em 2021, o que representa um aumento de 10,2% em relação ao ano anterior. Se esta amostragem de grupos for reduzida aos 10 maiores, este crescimento anual entre 2020 e 2021 se situa em 10,8%.

No total, o mercado segurador latino-americano em 2021 somou um volume de prêmios de 149,9 bilhões de dólares, o que representa 12,0% (16 bilhões de dólares) a mais que o registrado no ano anterior, com um crescimento no segmento de Não Vida de 12,5% e no de seguro de Vida, de 11,3%. Não obstante, ainda está abaixo dos 153,1 bilhões alcançados pelo mercado regional antes do início da pandemia.

No segmento de Não Vida, não houve mudanças nas primeiras seis posições e de novo a MAPFRE se situa na primeira posição, com quase 2 bilhões de dólares de distância em relação ao segundo e terceiro, Innovacare e Triple-S, respectivamente, enquanto no segmento de seguro de Vida o pódio é ocupado por Brasilprev, CNP Assurances e Bradesco nesta ordem.

Na Europa, a recuperação da economia e dos mercados financeiros em 2021 influenciou o comportamento positivo dos 15 maiores grupos seguradores europeus, os quais obtiveram um aumento de 9,1% em seus rendimentos por prêmios em 2021, até alcançar os 579,284 bilhões de euros (em torno de 594,120 bilhões de dólares no câmbio atual). Todos os grupos mostram crescimentos de prêmios, destacando-se os dos bancos seguradores franceses Sogecap (38,3%), BNP Paribas Cardif (30,6%), Crédit Agricole Assurance (23,8%) e CNP Assurances (17,6%).

Axa, Allianz e Generali continuam sendo os líderes da classificação, com uma participação de 45% nos prêmios agregados de todos os grupos que compõem o ranking. Convém destacar que na edição deste ranking de 2021 se excluiu a Prudential, cujo volume de prêmios ficou em décimo primeiro lugar na classificação, devido a que, como já se apontava no ano passado, em outubro de 2019 o grupo completou com sucesso a cisão de seus negócios britânico e europeu do resto das operações internacionais, dando lugar a duas empresas independentes, a Prudential e a M&G.

A MAPFRE ganha uma posição e está em décimo lugar, com um volume de prêmios de 22,155 bilhões de euros, 8,2% a mais que no ano anterior. Este aumento se sustenta, segundo a MAPFRE Economics, na favorável evolução do negócio na área regional Ibéria, na América Latina (em que quase todos os países crescem) e no negócio ressegurador.

Os 15 grupos que fazem parte do ranking de Não Vida de 2021 obtiveram rendimentos por prêmios de 308,398 bilhões de euros, 6,5% a mais que no ano anterior. A Allianz continua como líder neste ranking, com um volume de prêmios de 60,273 bilhões de euros, que representa um aumento de 4,3%. Neste caso, a MAPFRE ocupa a sexta posição, com 17,267 bilhões de euros em prêmios.

 

Para ver o relatório completo do ranking da América Latina, clique aqui

Consulte os rankings de forma interativa aqui