Nesta reportagem você poderá ler os seis fundamentos do Plano Corporativo de Eficiência Energética e Mudanças Climáticas implementadas ao longo dos últimos seis anos. Você poderá ler o texto completo na próxima edição da revista O Mundo da MAPFRE.

A MAPFRE trabalha sem descanso para proteger o meio ambiente desde 2005. O primeiro desafio enfrentado para gerenciar as mudanças climáticas foi desenvolver o Plano Corporativo de Eficiência Energética e Mudanças Climáticas (2014-2020). Esta estratégia, que promove o uso de energia 100% renovável, a mobilidade sustentável e a redução de resíduos, foi fundamental para diminuir a pegada ecológica do Grupo em 51%, o que equivale a 25.154 toneladas de CO2. Vamos contar como isso foi possível.

1. Uma estratégia de sucesso

No momento, as diversas ações implementadas pela MAPFRE em termos de meio ambiente são regidas pelo Sistema de Gestão Ambiental, Energética e de Pegada ecológica (SIGMAYE), um modelo estratégico do qual derivam os planos ambientais do Grupo, e que reconhecem as iniciativas destinadas a minimizar os impactos ambientais, energéticos e de pegada ecológica. Esse sistema foi desenvolvido de acordo com os padrões internacionais ISO 14001, ISO 50001 e ISO 14064, renovados pela MAPFRE anualmente, e que são a prova objetiva de nosso esforço. Atualmente, a empresa conta com 35 sedes certificadas em todo o mundo com o ISO 14001 (gestão ambiental); 20 sedes com o ISO 50001 (gestão energética); e seis países verificados no ISO 14064 (pegada ecológica). Trata-se de um modelo de sucesso que nos permitiu implantar requisitos comuns em todas as entidades do Grupo, alcançar objetivos mensuráveis e quantificáveis, e que nos ajuda a estimular algo que, para nós, é fundamental: a melhora contínua.

2. Compra verde

Em 2013, a MAPFRE incorporou o conceito de compra verde graças à primeira norma de caráter corporativo que inclui a avaliação de critérios ambientais em seus processos de compra. Um bom exemplo disso é que, na Espanha, o total de energia que adquirimos é proveniente de fontes 100% renováveis. Nesse sentido, exigimos que as comercializadoras de energia forneçam os certificados de garantia de origem renovável para cobrir a demanda elétrica de nossas instalações na Espanha, um requisito a mais que demonstra o compromisso real da MAPFRE com o aproveitamento de recursos naturais e a proteção do meio ambiente.

3. Computadores que economizam energia

Outro modo de a MAPFRE contribuir para a redução das emissões dos gases do efeito estufa é por meio da maior eficiência na gestão energética. Isso é obtido por meio de ferramentas que permitem desligar remotamente os equipamentos de informática dos funcionários. O desligamento automático de computadores e monitores permite uma economia de 20% no consumo de energia associado à automação do escritório. No momento, essa medida está sendo implementada na Espanha, e espera-se que chegue a mais de 10 mil funcionários.

4. Mais luz natural e menos resíduos

A MAPFRE impulsiona escritórios ecoeficientes, tanto em seus edifícios principais como nos escritórios de sua rede comercial. Para isso, promove o uso de luz natural, reduzindo o gasto de energia com luz artificial; incorpora mecanismos de controle de água, como as torneiras com fechamento automático e os arejadores (dispositivo que mistura a água com ar para a diminuição do consumo); e promove a redução de resíduos. Prova disso é, que em 2018, nós substituímos em Portugal e na Espanha um total de 1,5 milhões de garrafas de plástico por vidro reutilizável, o que evitou a geração de 25,8 toneladas de resíduos plásticos e a emissão de 104 toneladas de CO2 para a atmosfera. Também fomentamos o uso responsável da calefação e do ar-condicionado. Nesse sentido, há alguns anos, lançamos a campanha Cool Biz, uma iniciativa para adequar o modo de vestir dos funcionários de acordo com a temperatura exterior, para sermos mais energeticamente sustentáveis e eficientes. Provamos que ao mudar a forma como nos vestimos no verão, e aumentando a temperatura ambiente em um único grau, reduzimos em 7% o consumo derivado da climatização.

5. “Todos unidos pelo meio ambiente”

Para a proteção do planeta, todos os gestos contam. O Dia Internacional do Voluntariado na MAPFRE, comemorado recentemente, foi um bom exemplo. Mais de 2.300 voluntários (entre funcionários e familiares) de 25 países participaram, no mês de outubro, sob o tema “Todos unidos pelo meio ambiente”. Os participantes colaboraram com seus grãozinhos de areia por meio das seguintes atividades: restauração ou reflorestamento de áreas degradadas, retirada de lixo marinho nas praias e limpeza de terras pantanosas, margens e bosques. Este ano, os dados de participação aumentaram mais de 40% em relação às edições anteriores. No total, foram realizadas 76 atividades de voluntariado em 70 cidades em todo o mundo, graças às quais foram plantadas cerca de 1.800 árvores e recolhidas mais de 14 toneladas de lixo.

6. Mobilidade sustentável

O transporte é uma das principais causas do aquecimento global, por isso, a MAPFRE coloca à disposição de seus funcionários diversas propostas para contribuir para que a empresa e as cidades sejam cada dia mais sustentáveis e menos poluentes. Entre elas, destacam-se: as caronas compartilhadas dos funcionários, estacionamentos para bicicletas, 46 postos de carregamento elétrico gratuito, para estimular o uso de carros elétricos ou híbrido, sistema de videoconferências como meio para diminuir as viagens aéreas, o home office e a flexibilidade de horários.

Nossos produtos e serviços também estão na luta contra as mudanças climáticas

No total, em 2018, a MAPFRE emitiu mais de 57.300 apólices cujas coberturas estão relacionadas a aspectos do meio ambiente, o que pressupõe um volume de prêmios superior a 56 milhões de euros, e representa 0,25% do volume total de prêmios do Grupo. Esses produtos incluem o seguro de energias renováveis (29.397 megawatts de parques eólicos e 4.929 de parques solares), o seguro de 43.765 veículos de baixas emissões por meio da Apólice ecológica e o seguro de lavouras e bosques sustentáveis, totalizando 108.195 hectares assegurados. Entre os serviços ambientais e energéticos, destaca a assistência nas estradas para carros elétricos, para a qual a empresa dispõe de uma frota de 25 veículos 100% elétricos. Também são relevantes outros serviços relacionados com as pesquisas sobre técnicas de consertos de veículos acidentados realizadas pelos Centros de Experimentação e Segurança Viária (CESVI) da Espanha e da América Latina. Eles contribuem para a economia no consumo de recursos contaminantes, como tintas ou solventes, bem como na diminuição do impacto ambiental na atividade do conserto de veículos. Graças ao aproveitamento de peças procedentes dos veículos declarados como sinistro total, desde 2004 a empresa evitou a geração de mais de 47.500 toneladas de CO2, evitou a geração anual de 825 toneladas de cristal e 1.200 toneladas de plástico nas oficinas da MAPFRE na Espanha.