MAPFRE é a companhia líder em Não Vida na América Latina
5 ( 3 votos )

Setor de seguros sofreu 8,8% de retração na região em 2015 e Bradesco continua sendo a primeira companhia de seguros

Em 2015, o setor de seguros da América Latina sofreu 8,8% de retração influenciado pela depreciação das moedas latino-americanas em relação ao dólar, principalmente o real brasileiro e o peso colombiano, e pela forte deterioração da taxa de câmbio na Venezuela. O volume total de negócio do setor chegou a 150,818 bilhões de dólares.

Esta é a conclusão do estudo anual do Serviço de Estudos da MAPFRE sobre o mercado de seguros na América Latina, publicado pela Fundación MAPFRE. O relatório aponta que a retração sofrida pelas dez principais companhias de seguros da região, que englobam 41 por cento da receita do mercado, chegou a 19%, perfazendo 61,964 bilhões de dólares.

No ranking total de prêmios, o estudo confirmou uma vez mais a liderança do Bradesco, com uma receita de 10,759 bilhões de dólares e 7,1 por cento de participação no mercado.

A seguir está o Brasilprev, também brasileiro, com 6,8% de participação. A carteira de seguros deste último é totalmente composta pelo produto Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL), que tem sido o motor de crescimento do seguro de Vida no Brasil nos últimos anos. O Grupo MAPFRE ocupa o terceiro lugar na classificação, com 9,674 bilhões de dólares em prêmios (52% deles provenientes do Brasil) e 6,4% de participação no mercado.

O exercício de 2015 também esteve marcado pela divulgação de importantes acordos empresariais de fusão e aquisição no setor de seguros. Somente nove dos vinte e cinco grupos que estão presentes no ranking obtiveram crescimento de prêmios em dólares, cabendo o destaque ao grupo colombiano Suramericana, com 33,3% de aumento, o qual tinha divulgado a compra de todas as filiais do grupo britânico RSA na região em 2015.

Cuadro 1.
Ranking No Vida aseguradores de América Latina, 2015
Ranking por volumen de primas (millones de USD)

No. Grupo País Primas % Cuota de Mercado (%)
2014 2015
1 BRADESCO Brasil 13.132 10.759 -18,1 7,1
2 BRASILPREV 1 Brasil 12.011 10.232 -14,8 6,8
3 MAPFRE España 12.680 9.674 -23,7 6,4
4 ITAÚ UNIBANCO Brasil 8.613 6.067 -29,6 4,0
5 ZURICH Suiza 7.348 5.656 -23,0 3,8
6 METLIFE Estados Unidos 5.723 5.045 -11,8 3,3
7 SURAMERICANA Colombia 3.382 4.508 -33,3 3,0
8 PORTO SEGURO Brasil 4.947 3.668 -25,9 2,4
9 LIBERTY MUTUAL Estados Unidos 5.477 3.215 -41,3 2,1
10 GRUPO NACIONAL PROVINCIAL México 3.212 3.140 -2,2 2,1

Total 10 primeros

76.525 61.964 -19,0

41,1

Total 25 primeros

107.231 92.531 -13,7

61,4

Total sector

165.408 150.818 -8,8

100,0

Fonte: Serviços Estudos da MAPFRE (con dados de órgãos de surpervisão da região)
1 Participação do Banco do Brasil e do Principal Financial Group

Em relação ao negócio de Não vida, chegou a um volume total de 88,784 bilhões de euros na América Latina, 7,4 por cento a menos do que o ano anterior. Os 25 maiores grupos de seguros do setor de Não Vida na América Latina englobam 58% dos prêmios e, em 2015, alcançaram 51,195 bilhões de dólares de receitas, representando 10,5% de queda em relação às receitas obtidas no ano anterior.

O ranking de Não Vida continua sendo liderado pela MAPFRE, com US$ 7,299 bilhões em 2015, o que representa mais do que o dobro de volume de negócio alcançado pelos seus concorrentes mais diretos.

Cuadro 2.
Ranking No Vida de grupos aseguradores de América Latina, 2015
Ranking por volumen de primas (millones de USD)

No. Grupo País Primas % Cuota de Mercado (%)
2014 2015
1 MAPFRE España 9.605 7.299 -24,0 8,2
2 PORTO SEGURO Brasil 4.669 3.491 -25,2 3,9
3 LIBERTY MUTUAL Estados Unidos 5.309 3.096 -41,7 3,5
4 SURAMERICANA Colombia 1.856 2.874 54,9 3,2
5 ZURICH Suiza 3.549 2.748 -22,6 3,1
6 TRIPLE-S Puerto Rico 2.083 2.737 31.4 3,1
7 INNOVACARE Estados Unidos 1.810 2.248 24,2 2,5
8 CHUBB Suiza 1.948 2.186 12,2 2,5
9 AXA Francia 2.433 2.035 -16,4 2,3
10 BRADESCO Brasil 2.898 1.993 -31,2 2,2

Por último, no que diz respeito ao negócio de Vida, as três primeiras posições continuaram sendo lideradas por grupos brasileiros. Em 2015, os 25 maiores grupos de seguros de Vida na América Latina acumularam US$ 50,976 bilhões em prêmios, representando 12,6% de redução em relação às receitas obtidas no ano anterior.

Cuadro 3.
Ranking Vida de grupos aseguradores de América Latina, 2015
Ranking por volumen de primas (millones de USD)

No. Grupo País Primas % Cuota de Mercado (%)
2014 2015
1 BRASILPREV 1 Brasil 12.011 10.232 -14,8 16,5
2 BRADESCO Brasil 10.234 8.767 -14,3 14,1
3 ITAÚ UNIBANCO Brasil 6.827 5.432 -20,4 8,8
4 METLIFE Estados Unidos 4.730 4.238 -10,4 6,8
5 ZURICH Suiza 3.799 2.908 -23,4 4,7
6 MAPFRE España 3.075 2.375 -22,8 3,8
7 CNP Francia 2.034 2.065 1,5 3,3
8 BBVA España 1.875 1.754 -6,4 2,8
9 SURAMERICANA Colombia 1.526 1.633 7,0 2,6
10 BANAMEX (CITIGROUP) Estados Unidos 1.561 1.298 -16,9 2,1

Metodologia

Nesta edição do ranking foram incluídas algumas alterações metodológicas que têm como finalidade apresentar informações mais completas do mercado de seguros da América Latina, mostrando também os prêmios de entidades de seguros que trabalham no campo de seguro de previsão.

Adicionalmente, outra das novidades mais evidentes é a apresentação das informações em dólares norte-americanos, em vez de em euros, como vinha sendo feito em edições anteriores. Esta medida foi tomada para manter a coerência com os padrões de mensuração dos fluxos financeiros internacionais, para evitar erros de leitura originados pelo câmbio cruzado entre moedas locais e o euro.

A versão completa do Relatório (em espanhol) está disponível para consultas aqui.