Transformação digital e aumento da rentabilidade, eixos para o crescimento em 2017
5 ( 3 votos )

• O negócio digital aumentou 23% em 2016, duplicando o objetivo previsto para esse exercício.

• A VERTI começará a operar nos Estados Unidos no segundo semestre deste ano.

• A estratégia de crescimento rentável fortalece a posição competitiva da empresa nos principais mercados.

• O crescimento da receita pode ser moderado, mas os prêmios continuarão crescendo no ritmo previsto.

• Em 2018, o objetivo de atingir um ROE de 11% será ultrapassado. A revalorização do dólar e do real brasileiro e as baixas taxas de juros na Europa tornam mais exigente o cumprimento do objeto inicial.

• A taxa de custos ficou em 27,4%, sendo que foram economizados mais de 60 milhões de euros em 2016.

• 38% dos cargos de responsabilidade já estão sendo ocupados por mulheres.

• Os acionistas receberão 0,145 euros brutos por ação relativos aos resultados de 2016, 11,5% a mais do que no ano anterior.

Acelerar a transformação digital, aprofundar a análise dos negócios menos rentáveis, potencializar a rede de distribuição e ao mesmo tempo buscar acordos com distribuidores em determinados mercados são alguns dos eixos da MAPFRE para crescer em 2017 e manter uma rentabilidade por dividendo de cerca de 5%, conforme anunciado pelo presidente da MAPFRE, Antonio Huertas, na assembleia geral de acionistas.

Avançou ainda que, em 2017, através de mais de 160 projetos que já estão em andamento, a empresa intensificará o trabalho em soluções que permitam acelerar a transformação digital, ajudando a melhorar assim o resultado técnico e a fidelização dos clientes. “Sobre a base de um crescimento sustentável e rentável, estamos impulsionando dentro da empresa uma transformação que nos posicionará na vanguarda quanto a aspectos tecnológicos, operacionais e de serviço”, apontou Antonio Huertas.

Neste sentido, anunciou que o negócio digital aumentou 23% em 2016, duplicando o objetivo previsto para esse exercício; e o número de transações digitais nos principais mercados (Espanha, Brasil, Estados Unidos e México) cresceu 19%, frente a um objetivo do triênio 2016-2018 de 30%.

No contexto do avanço da digitalização, a VERTI começará a operar nos Estados Unidos no segundo semestre deste ano, tornando-se uma plataforma para acelerar a transformação digital da MAPFRE nos Estados Unidos.

Por sua vez, neste ano será completada a reestruturação do negócio direto na Itália, e será realizada a transição para a marca VERTI das operações de negócio direto tanto na Itália como na Alemanha.

Em seu discurso, o presidente da MAPFRE insistiu na necessidade de aumentar as margens do negócio e apontou alguns exemplos. Assim, na Espanha o foco será crescer mais do que o mercado; para tanto, continuará sendo feito o trabalho de atração e fidelização dos clientes e a venda casada. Nos Estados Unidos, a empresa concentrará seus esforços nos estados que ofereçam possibilidade de melhorar a rentabilidade e no resto conterá seus planos de crescimento ou deixará de estar presente. Por último, no México a MAPFRE continua seu processo de reestruturação interna e reordenação das atividades para voltar a ter índices adequados de rentabilidade e implantará um novo sistema de tarifação em Automóveis e Saúde. Também serão analisados os negócios menos rentáveis em países como México, Brasil e Estados Unidos (basicamente no ramo de Automóveis).

Além de avançar quanto à multicanalidade, a MAPFRE continuará em seu plano de desenvolvimento de redes próprias na América Latina. Concretamente, no México incentivará a captação de novos intermediários e uma rede específica para riscos pessoais, enquanto na América Central e República Dominicana potencializará o desenvolvimento de novos corretores e delegados.

Como complemento, na América Latina a MAPFRE buscará acordos de distribuição, com entidades financeiras, empresas automobilísticas e de distribuição, entre outros. No Brasil, adicionalmente, implementará modelos de venda não presencial no canal Banco do Brasil e comercializará produtos de assistência sanitária para empresas.

O negócio dos resseguros crescerá em determinados mercados, como os da área regional APAC, impulsionado pelas novas agências desta região, enquanto em EMEA e nos Estados Unidos continuará com o plano de desenvolvimento do resseguro de vida. O negócio de riscos globais aumentará sua presença na Europa, América do Norte e Ásia para aumentar a diversificação geográfica. Em Assistência, por sua vez, será mantida a estratégia de reordenação das operações, mantendo o foco nos mercados estratégicos e em negócios com capacidade de crescimento sustentável e níveis de rentabilidade adequados.

OBJETIVOS TRIÊNIO 2016-2018

O presidente revisou os objetivos do triênio 2016-2018 e afirmou que o crescimento da receita pode ser moderado, pela estratégia baseada no crescimento rentável, como já ocorreu em 2016, e por menores rendimentos financeiros derivados das baixas taxas de juros. No entanto, os prêmios continuarão crescendo no ritmo previsto (impulsionados também pelo fortalecimento de algumas moedas). Em relação ao objetivo de melhoria do ROE, estima-se que ultrapassará os 11% em 2018. A revalorização do dólar e do real brasileiro e as baixas taxas de juros na Europa tornam mais exigente o cumprimento do objeto inicial. Mantém-se o objetivo de rentabilidade por dividendos de cerca de 5% e com um payout de entre 50% e 65% dos lucros do Grupo.

Quanto à taxa combinada, em 2016 ficou em 97,4% frente ao objetivo de 96% para o triênio; assim, destacou a necessidade de intensificar os esforços nos dois próximos anos para atingir o objetivo. A taxa de custos, por sua vez, ficou em 27,4%, frente ao objetivo médio do triênio de 28%, o que demonstra o sucesso do plano de redução de custos, que possibilitou economizar mais de 60 milhões de euros (frente a uma média anual prevista de 50 milhões).

Quanto ao objetivo de que em 2018 pelo menos 40% dos cargos de responsabilidade da MAPFRE sejam ocupados por mulheres, o presidente avançou que já foram atingidos 38%. Por outro lado, 1,4% do quadro mundial de funcionários da MAPFRE é formado por pessoas com alguma deficiência; assim, continua-se avançando para atingir o objetivo de 2% em 2018.

Além de aprovar o balanço do ano de 2016, a assembleia também aprovou a nomeação de Francisco J. Marco Orenes como conselheiro executivo, a ratificação de Fernando Mata Verdejo e de Ana Isabel Fernández Alvarez como conselheiros e a reeleição de Adriana Casademont i Ruhí como conselheira.

Foi aprovado também o dividendo cobrado dos resultados do ano de 2016 que chega a 0,145 euros brutos por ação, dos quais 0,06 euros já foram pagos como dividendo a receber. A MAPFRE destinará 447 milhões de euros para o pagamento de seus acionistas, relativos aos resultados do exercício de 2016, 11,5% a mais que no ano anterior, e eleva o payout de 56,5% para 57,6% nos últimos doze meses.